quinta-feira, 5 de junho de 2014

E a festa foi assim....

Depois do bolo na escolinha, tivemos então a festa com os amigos. 

Felizmente São Pedro abençou-nos e tivemos um dia quentinho e cheio de sol. Obrigada São Pedro.

O tema da festa foi "Elfos e Fadas" e para os meninos estarem completamente dentro deste imaginário criámos coroas de flores para a pequenas fadas e chapéus de pena para os pequenos elfos. Os garotos aderiram o que deu um colorido especial à festa.



A princesa, tal como a mãe, adora o mundo encantado das Fadas e dos Elfos, mas ultimamente tem uma preferência por umas fadinhas muito modernas, as Winx, pelo que não poderiam deixar de estar presentes, assim procurámos incorporar as Winx de uma forma subtil para que não se tornasse uma festa "Winx, Girl Power..." ;)

Colocámos os Cake Pops em forminhas das Winx desenhadas por nós e impressas em papel de 180 gr

Para os CupCakes criámos etiquetas das Winx, iguais às das garrafas mas mais pequenas, e imprimimos em folha de açúcar, recortamos e colocamos sobre a cobertura de queijo em forma de rosa (efeito da ponta 1M da Wilton). 

Foi a primeira vez que utilizei a folha de açúcar e gostei, é fácil de trabalhar, não se parte facilmente, como a hóstia, e não sendo muito doce, é saborosa. A textura também é agradável. 

Colámos as etiquetas das Winx nas garrafas, que foram cheias de sumo colorido (Tang morango e Tang laranja) e terminamos com umas palhinhas com as mesmas cores e padrão de fundo das etiquetas Winx (para combinar:))

Como no Vale das Fadas os doces crescem nas árvores fizemos umas árvores de gomas e de marshmallows.



Em festa de crianças não podem faltar as gelatinas e a mousse de chocolate. Para ser mais "fairy style", fizemos gelatinas multicolore com brilhantes alimentares (pó de fada) e mousses coloridas.














e... finalmente o BOLO, a casa cogumelo das fadas ...






A base do bolo foi de chocolate com recheio de brigadeiro branco e coco e o cogumelo foi o Bolo Poppy, sem recheio.













Um dia especial muito bem passado entre amigos queridos.

Obrigada a todos, ADORÁMOS!!!



quarta-feira, 4 de junho de 2014

Bolo Gatinho

O princípio deste bolo é o mesmo do Bunny Cake, cozem-se vários bolos cortam-se formas simples e monta-se.



Estes bolos são excelentes para festas na escola, são grandes, para que todos os meninos possam comer à vontade, giros, fáceis de montar, estáveis e como são formados por vários bolos independentes podem cozer-se várias massas para diferentes gostos.

Para o Bolo Gatinho cozi três bolos redondos, dois de chocolate e um de baunilha, como foi para levar para a escola não fiz nenhum recheio apenas uma cobertura de creme de queijo, fácil de retirar no caso dos meninos não gostarem (e alguns não gostam). 

Os bolos de chocolate tinham o mesmo tamanho e serviram para o corpo, cauda e orelhas do gatinho, o de baunilha era ligeiramente mais pequeno e serviu para a cabeça do gatinho:


Para a cabeça e o corpo basta cozer os bolos, montar no tabuleiro, depois de arrefecidos e cobrir. 
O terceiro bolo tem que ser cortado, quando estiver completamente frio.

Primeiro corta-se um círculo com a espessura que queremos dar à cauda (1º Corte ilustrado na figura) ficamos com um bolo circular mais pequeno, no centro, e uma coroa circular à volta.
O 2º corte serve  para criar o "S" na cauda, cortando a coroa circular a meio. A cauda está pronta a ser montada e coberta.
Finalmente cortam-se as orelhas, dois triângulos, no bolo restante, montam-se e cobrem-se com creme.

Utilizei uma cobertura de creme de queijo e uma ponta frisada (199 da Wilton). Para as orelhas corei o creme com corante gel rosa, os olhos fiz com pasta de açúcar branca e rosa (também fica bem com gomas) e para o nariz e os bigodes recorri ao lápis de pasteleiro (Vahiné) de chocolate e avelã e rosa brilhante.

Como disse pode-se utilizar qualquer tipo de massa de bolo, apenas temos que ter em atenção o bolo que vamos utilizar na cauda, não convém fazer um bolo que esfarele muito, pois torna-se mais difícil cortar e cobrir com creme.

Outra maneira de fazer este bolo, com menos creme, é barrar o bolo com uma pequena camada de creme e cobrir com coco ralado, fica mais light e menos trabalhoso :). O coco ralado também pode ser corado com corante gel, coloca-se um pouco de gel e com uma colher de chá, e muita paciência, incorpora-se a cor.

Have Fun!!

Parabéns Princesa

A princesinha fez 5 anos :)

Cá em casa quem faz anos tem o seu pequeno almoço favorito, e assim foi...

O dia começou com panquecas em forma de animais e com a abertura dos presentes - o melhor momento do dia!!! 

De seguida, com a tão esperada coroa de princesa na cabeça (feita por encomenda pela mamã:)), lá fomos rumo à escolinha para um dia de aniversário bem passado com os amiguinhos.




À tarde foi a vez do bolo gatinho fazer a delícia dos meninos.

No final do dia, antes de adormecer: "Mamã, eu só faço mesmo 5 anos depois da festa, OK?"


sábado, 17 de maio de 2014

Sandes de Nata e Morango

Ultimamente não temos tido muito tempo e quando vi esta receita "express" na revista do Continente adorei a ideia.

Fiz algumas alterações e eis o resultado




É muito simples, cortei a massa folhada em forma de corações (com um cortador de biscoitos) coloquei num tabuleiro forrado com papel vegetal, polvilhei com açúcar em pó e cozi a 170 º (se o forno não for ventilado programem 180 º) durante 7 minutos, ficaram com este aspecto:



Deixei arrefecer, cortei a meio,


recheei com natas batidas com açúcar e hortelã (folha picada) e morangos e cerejas às rodelas. Coloquei a outra metade da massa


e ficaram prontos a comer.

Cá em casa todos adoraram e desapareceram num instante

A hortelã dá um toque fresco às natas, mas se não gostarem podem substituir por baunilha ou raspa de limão, lima,...

Uma outra opção, que também experimentamos (mas não fotografamos) e ficou excelente, é estender a massa em formas de mini cupcakes polvilhar com açúcar em pó e cozer, depois de arrefecer rechear e servir. É um pouco mais trabalhoso mas ficam umas mini tartes muito giras e deliciosas...

Desfrutem!

quarta-feira, 7 de maio de 2014

A Mãe Desnecessária

Este mês é o mês das mães, o mês de Nossa Senhora, e talvez por isso estejam a circular pelas redes sociais tantas mensagens para as mães e sobre o que é ser mãe.
Fiquei apaixonada por esta e por isso partilho-a aqui. Acho que este é o passo mais difícil do processo, o "deixar ir", não só quando os filhos crescem mas também enquanto são pequenos, nas pequenas coisas do dia-a-dia. Desde que eles entram na escola e são assim expostos à sociedade e a tudo de bom e de mau que isso acarreta que este processo é diário, contínuo e, por vezes muito duro. Mas ser mãe é assim, como me disse a minha querida amiga Lisete Soares "Nós achamos que estamos a ensinar os nossos filhos mas eles nascem para podermos aprender com eles!" 
Desfrutem!
MÃE (DESNECESSÁRIA) - Marcia Neder
A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e ela sempre me soou estranha.
Até agora. Agora, quando minha filha de quase 18 anos começa a dar vôos-solo.
Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer na luta para controlar a super-mãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da frase, hoje absolutamente clara.
Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.
Antes que alguma mãe apressada me acuse de desamor, explico o que significa isso.
Ser “desnecessária” é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho.
Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não pára de se transformar ao longo da vida. Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo. O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis.
Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão.
Ao aprendermos a ser “desnecessários”, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.
"Dê a quem você Ama :
- Asas para voar...
- Raízes para voltar... - Motivos para ficar... " - Dalai Lama

terça-feira, 6 de maio de 2014

Bolachas Chupa-Chupa

Há uns tempos atrás a minha filhota pediu-me que convidasse umas amiguinhas para um Chá de Princesas eu adorei, decoramos a casa, preparamos uns docinhos, fizemos umas coroas e umas varinhas de condão para as princesas e claro muita maquilhagem.

De entre as iguarias estavam estas Bolachas Chupa-Chupa que ficaram muito saborosas e giras!!






Tirei a ideia e a receita do blogue, Bubble and Sweet.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Dia da Mãe

Ontem foi dia da Mãe, dia de dar (e receber) miminhos à Mom, à avó e à filhota. 







Como não há festa sem bolo, fizemos um bolo de baunilha e chocolate para comemorar.




Para ser diferente colocamos as riscas na vertical, em vez de fazer o tradicional bolo de camadas.













Para o creme ficar brilhante utilizamos o spray Color Mist da Wilton, em cor pérola. Foi a primeira vez que utilizei este produto e fiquei fã. É fácil, dá um acabamento muito bonito e não altera nem o sabor nem a textura.







Espero que tenham tido um excelente dia da mãe.
Para quem já é mãe que tenha recebido muitos mimos dos filhos e sentido o quão abençoado é podermos viver a experiência da maternidade. 
Para quem ainda tem a sua mãe que tenha aproveitado o dia para dar mimo e agradecer por todo o amor recebido.
Para quem ainda tem avó(s) que tenha realmente sentido a benção de ter esse colo gigante e maravilhoso, essa fonte de amor inesgotável.
Para quem já não tem mãe (ou avó) que tenha conseguido reviver os melhores momentos e resgatar no passado esse amor, sem tristeza, apenas com doçura, a doçura suave da saudade que nos embala no mar de recordações saudáveis.

Se não tiveram um bom dia da mãe, para o ano vai ser melhor com certeza :) por isso... Smile!!!